Dor facetaria: saiba o que é e como é feito o tratamento

MI-TLIF
15/07/2019
Estenose Canal Lombar
24/07/2019

A coluna vertebral é uma estrutura bastante complexa que precisa garantir o equilíbrio perfeito entre mobilidade e flexibilidade. Para isso, ela utiliza diversos sistemas de estabilização para limitar e controlar seus movimentos, incluindo pequenas articulações chamadas de facetas articulares. Elas são estruturas cobertas por cartilagem com a principal função de garantir estabilidade para a coluna. A estabilidade vem da restrição de movimento trazida pela articulação, que também ajuda a orientar os movimentos. Em alguns casos, essas articulações podem desenvolver um problema chamado de dor facetária. Já conhece essa doença? Continue lendo para entender mais. 

Como surge a dor facetária?

Ela pode surgir por causa de um evento traumático ou uma inflamação que estimula a produção de enzimas que degradam a articulação. Porém a principal causa é o envelhecimento da articulação. 

Cartilagens possuem uma função importante em todas as articulações do corpo. Elas absorvem pequenos traumas e ajudam a articulação a deslizar mais suavemente, diminuindo o atrito. Conforme se degeneram, surgem fissuras e falhas na sua superfície que deixam a estrutura abaixo exposta. O corpo pode produzir bicos de papagaio e cistos para conter o avançado da degradação, algo que, com frequência, piora o problema. 

Sintomas da dor facetária

Os sintomas variam um pouco de acordo com a região atingida. Quando a faceta articular degenerada está na região lombar, o paciente do ortopedista especialista em nervo ciatico pode ter lombalgia nas nádegas e nas coxas. Isso acontece quando a estrutura comprime nervos na região. A dor nesses casos se intensifica durante a atividade física e na flexão do tronco. 

Já quando o problema surge na região cervical, o sintoma mais comum é a dor no pescoço, especialmente quando o paciente olha para cima. Ele também pode reclamar de dores de cabeça frequentes. 

Tratamento da doença

Inicialmente, o médico recomenda o uso de medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos para controlar os sintomas da dor facetária. O paciente também deve realizar fisioterapia, reabilitação postural e bloqueios facetários para recuperar os movimentos perdidos pelo processo degenerativo e fortalecer as musculaturas estabilizadoras da coluna. No entanto, nem sempre o tratamento conservador consegue sucesso. 

Quando o paciente começa o tratamento, mas permanece com os sintomas recomenda-se tratamentos mais invasivos, como a artrodese segmentar. Essa cirurgia funde parte das articulações afetadas e tem bons resultados para o alívio da dor. Também existe o procedimento de rizotomia por radiofrequência, no qual o médico realiza uma pequena lesão no nervo responsável pela dor para conseguir tratar o problema. Para a dor facetaria procure um medico especialista em coluna vertebral 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *